10 comentários:
De Claras Manhãs a 21 de Agosto de 2008 às 12:12
Lindinha


Sempre disse que é ao abrirem as asas e se separarem de nós, que provamos a nós próprias que lhes demos o melhor de nós.
Sorri, porque a tua filha é uma Mulher.

Beijo
De Daniel Aladiah a 13 de Agosto de 2008 às 00:39
Querida Cris
Criaste-a e deixaste-a voar com as suas asas... mereces todo o amor que semeaste.
Um beijo
Daniel
De Rosa_brava a 12 de Agosto de 2008 às 17:53
Passei para ler-te... acabei a reler este lindo texto.
Um abraço carinhoso e que fiques bem
De Vasco Salles a 12 de Agosto de 2008 às 00:05
Olá Cris.
Fico contente por saber que a tua menina vai seguir o sonho dela.
Admiro, como sempre, a maneira, como escreves e descreves o que te vai na alma.
Há muito que leio o teu blog e aprendi a interpretar-te. Sei que não escreves com a caneta mas sim com o coração. Vejo a intensidade com que sofres e ao mesmo tempo aceitas.
Acredito que, com a amizade e amor que vos une, será mais fácil vencer as distâncias e ultrapassar a repentina falta que vais sentir a teu lado.
Ou não será, afinal, não mais, que a evolução natural da vida, vermos os nossos rebentos empreenderem o voo, rumo ao seu futuro?
Desejo sinceramente que se concretizem todos os sonhos e objectivos da tua filhota e tenho a certeza que ela te vai dar muitas alegrias.
Vasco
De Vasco Salles a 11 de Agosto de 2008 às 23:21
Uff.. desculpa repetir-me mas estava a ver que o sapo não aceitava o meu comm, mas afinal já tinha aceite á primeira.
Desculpa Cris.
mas...''''???
De Carla a 11 de Agosto de 2008 às 13:08
Amiga
sei que a vida é mesmo assim...feita de partidas e chegadas.
Como mãe sinto uma dor só de pensar que um dia vou sentir o que estás a senti neste momento. Sei que tem de ser que como nós elas também terão de voar...mas fica um friozinho tão grande!
Que corra tudo bem e se precisares de ajuda...as minhas portas estão abertas
beijos doces
De Fatyly a 6 de Agosto de 2008 às 21:38
E eu assisto de bancada a essa vossa grande e incondicional amizade e confidencialidade.

Voam...mas continuam a ser os nossos bébés.

Força fiota que ambas iremos suster essas asas!

Um momento lindissimo, comovente e a transbordar de ternura.

Um beijo às duas
De Cris a 7 de Agosto de 2008 às 01:29
És parte de nós. Ouviste a tua neta mais velha, não ouviste? É um doce de Menina/Mulher!
Se já corria para o teu colo, agora vou deixar-me adormecer nele, vezes sem fim.
Não escondo, Faty! Adoro saber que ela voa tão bem, mas, que custa tanto, tanto! Estamos todas de nervos à flor da pele.
Ando por aqui, sem saber que fazer. Levanto-me e vou dar-lhe um beijo, choro, fujo. Sento-me, não sei o que faço, Mãezona.
Pela primeira vez, acredita, não sei o que faço, como estar, se a olhe, se não. Estou feliz, estou triste, estou tão nervosa!
Até a Avó Edu está mais calma que qualquer uma de nós, acreditas? Mas, foi lindo! Disse-me:
"-Tininha, eu queria ir acompanhar a João!"
E vai! É tão feliz por ver a neta toda bonita! :-)
Sei agora como é delicioso ser Mãe! Não há no mundo melhor sensação que esta!

Beijo no teu Coração Enorme, das tuas, fiota e netas,
Cris, João e Ana Rita
De Menina_marota a 6 de Agosto de 2008 às 08:18
Uma tocante demonstração do Amor Materno em toda a sua essência.
Eles serão sempre nossos, estejam onde estiverem, com quem estiverem, nunca deixarão de ser nossos, nem o nosso Amor deles...
Um beijo e mil felicidades para ambas.
De Cris a 6 de Agosto de 2008 às 20:37
Vai voar, Menina :-) A Minha Filhota vai voar, realizar o sonho dela. Pensa,o-los sempre debaixo da nossa "asa" mas. eles sabem voar, e, tão bem, que nos ensinam!
Desde pequenina que queria ser jornalista. Já falta pouquinho. Mas, este mar, este oceano, que tanta vez dizemos não separar, torna-se, agora que está mesmo prestes a ir, tão longo!

Obrigada pelo teu cuidado, Odete.
Mil e um beijos, e um abraço da João (da nossa avezinha) que vou adorar ver, num voo planado... E o sonho torna-se realidade!

Obrigada e um grande abraço por tudo que me tens dado!

Comprarei o teu livro, garanto!

Comentar post