2 comentários:
De Claras Manhãs a 21 de Agosto de 2008 às 12:15
Como te percebo

tão bem, bem demais
De Fatyly a 15 de Agosto de 2008 às 10:38
Acredito...mas os ruidos fazem parte da vida em silêncio:) Como te compreendo!

Beijos

Comentar post