Sexta-feira, 15 de Agosto de 2008

Brasileirinha dji carteirinha

"You're leaving right beside me, and I miss you, and I need you. I do.
But don't go, take my love,
I won't let you, I'm saying please don't go.
Don't go, take my love,
I won't let you, I'm saying please don't go.."

 

Excerto do Tema Gap

dos The Kooks

 

 

 

 

 

 

 

 

Quando estão, quase, quase, a transbordar de saudade, dois corações, chega um mimo do terceiro que vale por tudo, tudo, e, enchemos a boca de Encantos!...

Esticamos os braços, esticamos, atravessamos este mar… e…Não há NADA que nos separe, Amor!

E o Novembro chega num ápice, e no Natal, estaremos as três, de novo, juntinhas!

 

 

 

publicado por Cris às 01:25
| comentar | favorito
6 comentários:
De Vasco Salles a 16 de Agosto de 2008 às 00:21

Olá Cris, queria pedir-te desculpa, mais uma vez, por me ter repetido no comentário que fiz no teu blog em "Meu Mundo de Cor,Meu Poema,Meu Encanto!". Gostaria e agradecia-te que apagasses os comentários que estão a mais, pois não gosto nada de ver aquele espaço ocupado repetidamente com o mesmo comentário. Fica feio... Percebes, e eu não me sinto bem de estar a tornar feio o teu espaço que tu tens tão bonito.
Queria também pedir-te desculpa por ter tomado alguma atitude que não tenhas gostado. Sei que és uma pessoa extremamente sensível e em certo dia, perdi-me e concerteza ofendi-te. Não me sinto nada bem com isso!
Quero dizer-te que te compreendo perfeitamente e tenho imenso respeito por ti, apesar de tu pensares o contrário. Só queria que tivesses também um pouco de compreensão e me perdoasses um momento menos feliz.
Também sei e compreendo que os teus sentimentos são muito fortes, e que de repente te tenhas apercebido que estavas a cair num erro tremendo, apenas tentando afastar-te daquilo que realmente não consegues desligar-te. Contudo penso que não seja razão para me deixares de falar.
Quando teclamos na net , deixamos palavras escritas, mas não os sentimentos, esses nem sempre ficam bem expressos, o que eu possa escrever a rir-me, tu podes ler séria, o sentido da frase com humor, pode ser lido como sério, não estamos a ver a expressão dos olhos, o trejeito da boca nem a entoação da voz. Corremos o risco de nos interpretarmos mal... Sendo nós de zonas tão diferentes, acredita, eu conheço Braga e pessoas de Braga, e o nosso sentido de humor e maneira de falar são completamente diferentes. Não pretendo arranjar uma desculpa, apenas fazer-te ver, que as coisas nem sempre são tão lineares como parecem. Penso sempre que temos que dar o beneficio da dúvida a quem não conhecemos bem. Eu gosto de fazer isso e tenho feito isso sempre com todas a pessoas que tenho conhecido, com quem tenho feito amizade ao longo dos anos e várias experiencias, e digo-te que é extremamente gratificante chegarmos á conclusão, que, muitas pessoas apesar de serem diferentes de nós, e de nos parecerem à primeira vista suspeitas, acabarem por se revelarem extremamente confiáveis e ricas em sentimentos nobres. Estou a falar de pessoas que conheci da América latina, África e mesmo em Portugal. Claro que não estás incluída neste " pacote"... Considero-me uma pessoa do Mundo, de mente aberta, e acho que com a experiência de vida, afastei naturalmente muitos preconceitos que tinha em Jovem.
Estou-me a alongar... Não te quero chatear, apenas pedir-te que não me leves a mal...
É pedir muito?
Beijinho

[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<BR>Olá Cris, queria pedir-te desculpa, mais uma vez, por me ter repetido no comentário que fiz no teu blog em "Meu Mundo de Cor,Meu Poema,Meu Encanto!". Gostaria e agradecia-te que apagasses os comentários que estão a mais, pois não gosto nada de ver aquele espaço ocupado repetidamente com o mesmo comentário. Fica feio... Percebes, e eu não me sinto bem de estar a tornar feio o teu espaço que tu tens tão bonito. <BR>Queria também pedir-te desculpa por ter tomado alguma atitude que não tenhas gostado. Sei que és uma pessoa extremamente sensível e em certo dia, perdi-me e concerteza ofendi-te. Não me sinto nada bem com isso! <BR>Quero dizer-te que te compreendo perfeitamente e tenho imenso respeito por ti, apesar de tu pensares o contrário. Só queria que tivesses também um pouco de compreensão e me perdoasses um momento menos feliz. <BR>Também sei e compreendo que os teus sentimentos são muito fortes, e que de repente te tenhas apercebido que estavas a cair num erro tremendo, apenas tentando afastar-te daquilo que realmente não consegues desligar-te. Contudo penso que não seja razão para me deixares de falar. <BR>Quando teclamos na net , deixamos palavras escritas, mas não os sentimentos, esses nem sempre ficam bem expressos, o que eu possa escrever a rir-me, tu podes ler séria, o sentido da frase com humor, pode ser lido como sério, não estamos a ver a expressão dos olhos, o trejeito da boca nem a entoação da voz. Corremos o risco de nos interpretarmos mal... Sendo nós de zonas tão diferentes, acredita, eu conheço Braga e pessoas de Braga, e o nosso sentido de humor e maneira de falar são completamente diferentes. Não pretendo arranjar uma desculpa, apenas fazer-te ver, que as coisas nem sempre são tão lineares como parecem. Penso sempre que temos que dar o beneficio da dúvida a quem não conhecemos bem. Eu gosto de fazer isso e tenho feito isso sempre com todas a pessoas que tenho conhecido, com quem tenho feito amizade ao longo dos anos e várias experiencias, e digo-te que é extremamente gratificante chegarmos á conclusão, que, muitas pessoas apesar de serem diferentes de nós, e de nos parecerem à primeira vista suspeitas, acabarem por se revelarem extremamente confiáveis e ricas em sentimentos nobres. Estou a falar de pessoas que conheci da América latina, África e mesmo em Portugal. Claro que não estás incluída neste " pacote"... Considero-me uma pessoa do Mundo, de mente aberta, e acho que com a experiência de vida, afastei naturalmente muitos preconceitos que tinha em Jovem. <BR>Estou-me a alongar... Não te quero chatear, apenas pedir-te que não me leves a mal... <BR>É pedir muito? <BR>Beijinho <BR><BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>V@§KO</A> S@ !&amp;§ <BR><BR><BR><BR><BR><BR>
De Cris a 17 de Agosto de 2008 às 00:28
Olá, Vasco,
Só há dias é que vi que havia a repetição dos comentários. Já apaguei, está tudo bem. Só não posso "compor" este teu último (que também está repetido, se reparares) porque, ou apago tudo, ou deixo ficar. É que a gestão de comentários nesta plataforma é diferente. Não dá para mexer no comentário, como se podia fazer na plataforma antiga. De vez em quando acontece isto, mas, com o "barulho das luzes" ...rss..., ninguém nota ;-)
Quanto ao resto, não penses mais nisso. Já passou, acredita.
Da falta que sinto da minha "piquena" nem te vou dizer nada!!
Mas sei-a bem, ela tem de "voar" e está a realizar o sonho dela.
Só de pensar que lhe pude proporcionar isso, enche-me a alma, e, tudo o mais, o menos bom, o supérfluo, fica lá para "trás"!
Sou uma mãe babada :-)
Bom fim de semana para ti e para a tua filhota com tudo de bom!
Um Beijo,
Cris

Comentar post



pesquisar

 

Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Encantos Recentes

JUSTIÇA PARA FLÁVIA!

Não há luar!

...não precisar dizer mai...

Brasileirinha dji car...

desejo

Adoro ver-te voar...

Um gesto...Um Bolso...e.....

E vai chegar o Setembro, ...

Minho

Encantos Guardados

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Agosto 2007

Fevereiro 2007

Outros Encantos



A-manh-ser
adesenhar

Branco e Preto II

(A) Clareira
Codornizes
Cubata Simples e Verdadeira

Da Condição Humana

Estrada de Santiago
Estúdio Raposa-Luís Gaspar

Flávia, Menina-Encanto, Uma Flor!
Fugas e Devaneios

Heloísa

Humores

(O) Jardim e a Casa

Jogos de palavras

Madrugadas de Volúpia
Mar de Sonhos
Menina Marota
Marulhos
Mil e Uma Horas

Noite.de.Mel
Nuno Photo's Space
Nuno de Sousa-Fotógrafo Amador

OFicina de Palavras
Outros Olhares

Páginas da Nossa Vida
Paixão e Poesia
Palavras da {{coral}}
Palavras em Desalinho
Partilhas
Peciscas
Pedra Filosofal
Plan(o)Alto
Poemas de Amor e Dor
Poesia Portuguesa
Pó de Estrelas ou (o Meu Sol de Inverno)
(A) Psique mudou de ideias

Revelações...Avulsas

Secreta
sem censuras
Sidadania
Sinestesia Crepuscular

Traços e Letras
Truca-Luis Gaspar

Vida de Casado

Webclub
Words

A INJUSTIÇA de uma JUSTIÇA lenta. E o PERIGO DOS RALOS DE PISCINAS. Clique na foto, conheça e divulgue a história de Flavia. Obrigada!


Blogagem Colectiva para Flávia em 9/Set/2008


Encanto-me a ver

blogs SAPO
RSS