18 comentários:
De A Roma a 23 de Fevereiro de 2007 às 17:15
Foi pela minha amiga Psique que cheguei aqui. Felizes daqueles que tem da memória do Pai um profundo amor e uma lição na ponta da lingua. Lembrei-me da minha infancia do Minho e como me faz falta esse verde e os olhos de mel do meu Pai. Com o teu texto recordei a lição. Veio em boa altura.
Gostava muito saber o nome da cantora e da música que tens no blog. É arrebatadora! Podes dar-me aqui essa informação?
De Cris a 23 de Fevereiro de 2007 às 20:07
Obrigada, Roma. Foi uma brincadeira tão gira ir ao blog da Psique! Iá lá vou depois dar-lhe um beijito especial. Ã música é dos Nouvelle Vague, chama-se "In A Manner of Speaking" e podes ir buscar o endereço aqui (onde encontras muito mais, basta procurares :-)

http://song2play.com/n/nouvelle_vague-3494/nouvelle_vague-15769/in_a_manner_of_speaking-208839.html

Este é o endereço da música que estás a ouvir mas tens muito mais deste grupo "fabulástico"!

Depois, se me deres o teu mail (que me fartei de procurar mas n encontrei) digo-te como fiz para não aparecer qqr comando, se preferires que não apareça, claro.

Obrigada por tudo e agora vou dar a vez à filhota que tem mesmo que fazer um artigo p/ a faculdade e já está a reclamar que não desamparo a loja :-)

À Psique vou logo, com calma, para lhe agradecer a ternura.

Beijo para ti, Roma
De psique a 23 de Fevereiro de 2007 às 12:16
Gostei muito do teu Blog CRis ...
Deste post só te posso dizer que me tocaste a alma e se aflorou da saudade que sinto do meu pai...
Obrigada pelo teu contributo no meu cantinho escreves muito bem.
beijinhos
Psique
De Nilson Barcelli a 22 de Fevereiro de 2007 às 20:14
A homenagem que prestas ao teu pai, para além de muito sentida, é brilhante.
Beijos.
De Fatyly a 22 de Fevereiro de 2007 às 19:26
ahhhh e publiquei na minha cubata:):):):):):)
De Fatyly a 22 de Fevereiro de 2007 às 18:54
Fiquei sem palavras...emoção à flor da pele. Lindo!

Beijocas doces
De mellopaulo a 21 de Fevereiro de 2007 às 22:54
Querias ser e fostes tudo aquilo que desejavas ser ao cantar cada verso dessa tua poesia tão prenhe de vida e calor.

Emocionou-me a homenagem ao teu saudoso pai. Tudo aquilo que exalta essa figura tão importante na nossa vida, merece-me o respeito e admiração. Parabéns por isso.

Deixo-te um afetuoso abraço e votos de que continues a ser cada verso de teus anseios na vida.
De Rodrigo a 21 de Fevereiro de 2007 às 22:52
Minha cara, andas a escrever bastante hem! Parabéns por isso. Comentei no post "Fevereiro", foi o que mais gostei das novidades de aqui.
Abraços.

Comentar post